Empresas do Apoio Marítimo aceitam avaliar considerações do SINDMAR para o ACT

Na reunião de 26 de junho, entre o SINDMAR e a ABEAM, que representa as empresas do Apoio Marítimo, mais uma vez houve a tentativa dos empregadores de arrastar as negociações. As empresas desejavam manter a mesma proposta de Acordo já rejeitada em Consulta do SINDMAR aos Marítimos.

O Sindicato exigiu respeito à manifesta vontade dos trabalhadores, que recusaram por ampla maioria essa proposta, deixando claro que a insistência no que já havia sido rejeitado só deixaria para os Marítimos a opção da confrontação. Diante dessa posição firme, os representantes da ABEAM, após ouvirem do Sindicato as exigências e expectativas dos trabalhadores quanto a recomposição salarial, concordaram em analisar o que foi exposto para retornarem com uma proposta nova na próxima semana.

Se a ABEAM for capaz de sair de sua intransigência e manifestar respeito aos seus Oficiais e Eletricistas, mediante uma proposta decente de ACT, o SINDMAR submeterá a nova proposta a Consulta. Caso isso não ocorra, a opção que resta aos trabalhadores para obterem uma justa compensação é a mobilização efetiva.

Recomendamos aos Oficiais e Eletricistas do Apoio Marítimo que acompanhem com atenção e estejam prontos para apoiar as ações que forem necessárias caso as empresas não demonstrem disposição para um acordo justo.

Leia a íntegra da Mensagem Circular enviada pelo SINDMAR.

About The Author