Rejeição de 97% à 2ª proposta da Transpetro para o 1×1

As propostas do Termo Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2015/2017 referentes ao regime de trabalho e repouso 1×1 oferecido pela Transpetro e pela Petrobras foram rejeitadas por 97% dos marítimos que votaram. Ao todo, foram enviados à Contmaff 804 votos, sendo considerados válidos 771. Foram desconsiderados 33 votos por não estarem em conformidade com as instruções de votação. Votaram a favor das propostas 23 marítimos. A votação foi concluída nesta quarta-feira, 26 de abril, às 12h.

O SINDMAR destaca o alto índice de rejeição às propostas e convoca os seus representados a participarem das manifestações promovidas pelos sindicatos marítimos, como o ato em apoio à greve geral na próxima sexta-feira, 28 de abril, na Praça XV, às 11h e na paralisação das embarcações durante a greve geral de sexta-feira. A mobilização dos trabalhadores é uma forma legítima de pressionar as empresas a avançarem em suas propostas. O SINDMAR alerta a todos que quando as empresas notam que não há disposição dos trabalhadores para lutar pelos seus direitos, estas também sentem-se à vontade para tentar impor condições rebaixadas.

O SINDMAR agradece a todos os companheiros e a todas as companheiras que contribuíram para a expressiva manifestação democrática à consulta realizada. Uma nova reunião para a continuidade das negociações será agendada. O SINDMAR continuará lutando por um ACT justo e sem perdas.

Acesse a Mensagem Circular enviada aos Oficiais e Eletricistas.

About The Author